ricardo_pintos_santos

Portugal pós-pandemia. Opinião de Ricardo Pinto dos Santos

É seguro dizer que 2020 será diferente do que esperávamos.

Lamentavelmente esta crise é sentida, de forma transversal, em todos os setores e neste ambiente de incerteza é difícil prever o seu impacto económico.

A recessão global parece inevitável, mas o quão profunda e prolongada dependerá do sucesso das medidas preventivas tomadas e do efeito das políticas governamentais para aliviar os problemas de liquidez das empresas e das famílias. Ninguém pode prever com rigor o dano financeiro final.

Esperam-se, seguramente, impactos na confiança dos consumidores, choque nas cadeias de fornecimento, mas também a adoção de novas tecnologias e modelos de negócio e cadeias de valor mais descentralizadas.

As empresas estarão muito focadas na sua solvência/tesouraria, em cuidar dos colaboradores, manter uma comunicação fluída e reagir rapidamente aos novos hábitos e comportamentos de consumo, tendo presente que o “novo” consumidor perdeu poder de compra.

Temos, todos, de nos adaptar às alterações estruturais expectáveis: reforço e consolidação do canal online e seus níveis de serviço, obrigando a uma redefinição da logística; novas exigências de consumo; modelos de compra e produção de menor risco, com cadeias de produção mais curtas e analítica avançada e a aceleração das mudanças no Marketing Mix.

Como disse Niels Bohr “Predicting things is very hard…particulary about the future”. É certo que acontecerão mudanças, com diferentes impactos e profundidades, mas para as quais temos de estar atentos e acima de tudo disponíveis para mudar.

Acredito que, tal como noutros momentos, saberemos sair desta situação com sucesso.

Lisboa, 06 de abril de 2020

Ricardo Pinto dos Santos

CEO | MDS Portugal

Mais Notícias